Dia 55 Referências

Hoje escrevo na continuidade dos textos do Dia 52 e Dia 53.

Há 3 anos, aquando dos primeiros passos enquanto consultor imobiliário, o meu selo de arquiteto, provocara em mim algum preconceito. Passo a explicar: nas primeiras formações pediam-nos para ligar aos nossos contactos gravados no telemóvel. A ideia passava por informar os nossos familiares, amigos, colegas, ou pura e simplesmente conhecidos, que acabávamos de abraçar um novo desafio profissional, por sua vez, se conheciam alguém que quisesse vender ou comprar uma casa.

Optei por não o fazer, apesar disso, sabia que tinha de entrar em contacto com pessoas. Foi aí que apareceu a minha fonte de angariações principal, isto é, os FSBOs (vendedores por conta própria). Ao dia de hoje como revela o gráfico do Dia 52, os FSBOs representam 54% do retorno financeiro da equipa Cláudio Silva Consultores Imobiliários. Esta fonte tem um pequeno senão, o rácio de conversão das reuniões de pré-angariação em angariações é muito baixo, contudo, esta estratégia levada com foco, oferece-nos um conhecimento do mercado imobiliário muito, muito profundo. Fazia-me falta este conhecimento.

De forma natural, passados 3 anos, há sinais (já com alguma cadência) de outra fonte de angariações cujo rácio é muito superior, a referência (clientes, amigos, aliados). Ao dia de hoje representa 20% do retorno, “amanhã” será por certo mais.

Ontem liguei a um proprietário que quer vender uma boa casa. O contacto foi-me passado por um amigo e aliado. Dentro de dias conhecerei a casa, mais importante, um potencial cliente.

Um passo de cada vez, mas sempre para a frente.

Junte-se à discussão

Compare as listagens

Comparar