Dia 61 Eu gosto muito da Zome

Com Covid-19, ou sem Covid-19, o meu quotidiano profissional vai voltando à normalidade. Decidi seguir as recomendações do Sr. Primeiro-ministro e trabalhar desde o escritório. Quanto aos assistentes, para já por casa; estão bem.

Sou um felizardo.

Não tive problemas de saúde associados ao vírus. Não tenho alguém do meu círculo pessoal que os tenha tido.

Ao contrário de alguns, que o perderam, não me posso queixar: eu tenho trabalho, e sabem que mais, eu tenho um trabalho que me dá gosto ter. Tenho um trabalho que me permite sentir acompanhamento por colegas que aprecio e que reconheço competência; que sinto estarem ao meu lado e que muitos deles me permitem estar ao deles. Tenho um trabalho com as ferramentas certas para o desempenhar bem. Tenho um trabalho que me permite ter cada vez mais clientes, percebendo que os ajudo a conseguir o que pretendem, por certo também me ajudam; ontem foi exemplo disso mesmo, temos mais uma angariação para promover.

Por tudo isto e por muito mais que não menciono, há uma identidade que registo: eu gosto muito da Zome.

Junte-se à discussão

Compare as listagens

Comparar