Dia 117 Bater com o nariz na porta

Ao longo dos últimos tempos, tem-me acontecido algo que me aborrece. Existem compromissos profissionais que as pessoas assumem comigo, que me levam a bloquear agenda, e que, à última hora, pura e simplesmente não acontecem.

Os exemplos mais recentes: na semana passada tinha uma visita agendada há alguns dias, a justificação do visitante para o cancelamento foi simples, não lhe era conveniente. Ontem uma visita a outro imóvel, mais uma reunião, e as duas também desmarcadas em cima da hora.

Apesar de me continuar a aborrecer, fui aprendendo a relativizar. Absorvo como parte do jogo, e intrínseco à profissão, mas fica a questão: o que aconteceria se, uma hora antes do compromisso, eu não pedisse confirmação? A resposta é óbvia… mas a minha postura também, não me desloco, sem antes ter a confirmação.

Junte-se à discussão

Compare as listagens

Comparar