Dia 146 Os irmãos metralha

Por parte do vendedor, em certas vezes, o Consultor Imobiliário é “requisitado” para fazer uma “avaliação” (sempre gratuita) ao imóvel. Perante isto, sou confrontado com uma questão delicada: ou ofereço a tal “avaliação”, ou não.

Posiciono esta figura da “avaliação” em 3 patamares:

– O primeiro patamar, diz respeito ao parecer do profissional de acordo com o seu conhecimento e experiência de mercado, normalmente é identificado um valor “in situ”;

– O segundo patamar, intitulado de Estudo de Mercado, consiste num documento onde consta uma análise comparativa do imóvel a avaliar, com outros imóveis no mercado (ativos ou vendidos);

– O terceiro patamar, executado por menos Consultores Imobiliários, também o designo de Estudo de Mercado, só que, a diferença em relação ao segundo patamar, tem a ver com a superior seriedade, rigor e credibilidade do documento.

Ainda identifico um quarto patamar para as avaliações, desta vez sem aspas. A não ser em casos muito pontuais, não está ao alcance do comum Consultor Imobiliário (como eu). Trata-se de uma avaliação certificada, mais rigorosa e profunda.

Ontem tive uma reunião/visita a um imóvel. Percebi a intenção do vendedor, sacar-me o valor.

Junte-se à discussão

Compare as listagens

Comparar