Dia 162 Cada caso um caso

No âmbito da venda de imóveis nos grandes centros urbanos, visto que o mercado imobiliário continua dinâmico, quando um imóvel não é vendido nos primeiros meses (em alguns casos semanas), regra geral tem a ver com duas questões.

A primeira, relacionada com atributos “perturbadores”, por exemplo, uma fonte de poluição próxima, má reputação do prédio/zona, ilegalidade do imóvel, entre outros.

A segunda, resultado de um preço de venda desajustado ao mercado. Esta posição tem sempre a ver com razões específicas. Entre várias, consideremos neste texto apenas extremos: num a especulação pura e dura; no oposto, muitas vezes associada a questões sensíveis, de saúde até, o vendedor tem necessidade de vender, mas só o pode fazer se for por tal preço.

Cada caso é um caso, só quem está dentro do caso compreende o caso.

Junte-se à discussão

Compare as listagens

Comparar