Dia 167 Figos

No teor de uma reunião de apresentação de serviços, o principal propósito de um consultor imobiliário, deve ser o máximo entendimento do potencial cliente. Sem esta base, trabalhamos no ar. Uma das formas para majorar esse entendimento, passa por obter respostas a perguntas deste género: O que o move? As razões da venda ou compra do imóvel? Quais as características obrigatórias do imóvel? Se tem a “farinha para fazer o bolo”? Compreendido o cliente, cabe ao consultor perceber se o consegue ajudar. Se o sentir, deve sugerir soluções.

Outro propósito muito importante nestas reuniões, passa por obter um contrato de mediação imobiliária. Principalmente os consultores rookies, esquecem-se disto… faz parte da aprendizagem.

Ontem tive 4 reuniões de apresentação de serviços a vendedores. Uma correu mal, sinto que fui perder tempo, mas 3 correram bem. Semeei para colher mais tarde, como se costuma dizer, mas a ver vamos. Durante uma das três reuniões, ressalvo a simpatia dos vendedores. “Sr. Cláudio, leve estes para as suas meninas, são biológicos…

Aqui entre nós: já tinha “angariado” limões, mas figos foi a primeira vez… e não é que são deliciosos.

Post anterior

Dia 166 Pedido de ajuda

Próximo post

Dia 168 A pérola

Junte-se à discussão

Compare as listagens

Comparar