Dia 230 Brevemente: T3 em Leça da Palmeira, Matosinhos

Há dois anos uma colega estava de escala. Para quem não sabe, estar de escala, consiste em ter um consultor da ZOME pronto para dar seguimento a um potencial cliente que nos contacte, ou que nos visite.

Tenho uma história para vos contar: há 2 anos, focado no meu trabalho, de repente, aflita, a minha colega que estava de escala pede-me ajuda.

– Cláudio falas espanhol não falas?

– Sim. Porquê?

– Porque tenho um cliente que me apareceu agora mesmo na escala e preciso que me ajudes.

(…)

– ¿Buenos días cómo puedo ayudarte?

(…)

Durante um trimestre, eu e a minha “partner” acompanhamos um cliente comprador. Acabou por comprar um dos que apartamentos que lhe apresentámos. Estávamos em finais de 2018. Daí até ao hoje, pontualmente recebia uma mensagem de cortesia. Perguntando-me se estava bem, perguntando-lhe se estava bem, a resposta era sempre a mesma:

– Estoy tranquilo Cláudio.

Há uma semana recebo uma mensagem deste cliente, solicitando-me uma reunião a qual aconteceu ontem. Reunimo-nos e porque pretende fazer um investimento diferente, quer que lhe arranjemos um comprador para o apartamento que comprou.

Estares de escala significa habilitares-te a fazer negócios. São negócios muito pontuais, mas que só acontecem se lá estiveres… no meu caso, não estava, mas a relação positiva e criada com uma colega assim o permitiu. Obrigado a ela pela confiança, agora cabe-me a mim retribuir.

Junte-se à discussão

Compare as listagens

Comparar