Dia 239 Urtigas

Era uma vez, um casal que queria vender um imóvel.

Tratava-se de um imóvel com um grande e lindo jardim. Nesse jardim havia flores coloridas, garridas, resplandecentes… assim como o sorriso dos seus donos, um belo e lindo casal. Os passarinhos construíam os seus ninhos nas árvores verdejantes do jardim… piavam todas as manhãs, tão felizes que eram.

O imóvel que estava à venda, era o segundo imóvel que o feliz casal tinha à venda. Repletos de orgulho, com os peitinhos cheios, contaram-me a história de venda do primeiro imóvel.

– Sabe Sr. Cláudio, a exclusividade não nos leva a lado nenhum, não funciona. Tivemos um apartamento à venda há 2 anos. Estava em exclusivo com outra imobiliária. Só nos fizeram uma visita. Obviamente não renovamos o contrato, e acabamos por estar 6 meses agarrados à imobiliária.

(eu continuava a admirar o jardim)

– Repare, no âmbito da única visita, a pessoa que o visitou, e que foi por intermédio do outro Consultor, depois veio ter connosco, e fizemos o negócio diretamente com ele.

(nesse instante começo a sentir comichão no pé, dou conta que já me penetrara na carne, que me atingira o Músculo Flexor Curto dos Dedos, opto por coçar e contamino a mão também… consto que afinal o lindo jardim é um jardim de urtigas)

– Com a vossa licença, se não se importarem gostaria de me retirar…

Junte-se à discussão

Compare as listagens

Comparar