Dia 289 Balanço 2020 – O mais fraco e o mais forte

Enquanto Consultor Imobiliário, há duas pessoas na ZOME, que me conhecem melhor que todas as outras. Uma é o Moisés Teixeira, Especialista de Compradores da Cláudio Silva Consultores Imobiliários. Outra é a Teresa Espírito Santo, elemento do Staff da ZOME. A Teresa tem como uma das suas principais tarefas, acompanhar e orientar os Consultores Imobiliários para que estes sejam melhores profissionais.

Costumo ter reuniões mensais de ponto de situação com a Teresa. Grosso modo, as reuniões acabam por ser muito similares acabando por bater sempre no mesmo. Na verdade, são uma espécie de inspeção obrigatória a um carro, a um comboio, a um avião, fazem parte do protocolo, digamos assim. É o que é, mas para mim, o mais importante é senti-la no dia-a-dia. A Teresa está sempre pronta para me ajudar (ou a outro Consultor Imobiliário da ZOME). Esta sensação é a que prevalece e que retenho.

Acontece que, há uma dessas reuniões mensais que para mim é diferente de todas as outras. Às vezes é a última do ano, outras vezes é a primeira. É diferente porque lhe coloco sempre a mesma questão:

– Na tua opinião, com objetividade e frontalidade, qual o ponto mais fraco e o ponto mais forte deste ano?

– O ponto mais fraco: se bem que a técnica está lá, a forma como ainda lidas com alguns clientes. O ponto mais forte: a capacidade de entregares o ouro e saberes delegar tarefas em prol da equipa.

Resumindo, um dos meus objetivos para 2021: ser simpático.

Compare as listagens

Comparar