Dia 292 Brevemente casa T4+1 na Boavista,Porto

Resultado de um trabalho de prospeção, há 3 anos, tive o conhecimento de que estava à venda um apartamento no concelho de Matosinhos.

Tive o privilégio de visitar esse apartamento. No mesmo momento, na varanda, com o tom e o som do mar logo ali, tive um privilégio maior por conversar com o Sr. vendedor.

Sem eu ter tido qualquer intervenção na promoção do apartamento, três semanas depois, o mesmo fora vendido. No âmbito deste tipo de visitas, nunca dei como perdido o meu tempo. No mínimo adquiro conhecimento imobiliário.

O tempo passou, mas a ligação cortesa ficou; mais importante, foi alimentada. Há quem diga que isto do imobiliário é um negócio de relações, de relações entre pessoas.

Aproveitando a proximidade do Novo Ano, tomei a iniciativa de enviar uma mensagem ao Sr. vendedor.

“Desculpe a pergunta que apesar de correr o risco de ser despropositada, conto com a sua compreensão no meu trabalho. Gostaria de lhe perguntar, se consideraria vender a sua casa, e se teria abertura para que eu a promovesse no mercado?”

Enquanto Arquiteto, que aprecia a qualidade do desenho da Arquitetura contemporânea, esta casa é um excelente exemplo.

Compare as listagens

Comparar