Dia 370 Está grávida?

Ontem aconteceu-me algo que nunca me tinha acontecido. Eram 19.15h. 

Um minuto antes, estava a arrumar as minhas coisas para sair do escritório. Como sempre, retiro o cabo do meu portátil da extensão elétrica, enrolo-o e coloco-o numa bolsa interior da minha pasta. Como sempre, desligo o rato sem fios e coloco-o numa outra bolsa, mais pequena, também no interior da minha pasta. Como sempre, fecho o portátil e enquanto se desliga automaticamente, coloco-o numa terceira bolsa interior da minha pasta. Assim que o fecho-éclair da minha pasta deslizava, o meu telemóvel toca.

Boa noite, é o Sr. Cláudio? — A voz do outro lado.

Sim, boa noite. — Curioso, repondo.

Tenho um anúncio de venda de um andar-moradia e recebi uma mensagem sua há 3 semanas (…) — A voz.

(…) neste momento tem alguma imobiliária a promover-lhe o imóvel? — Eu.

Não. — A voz.

Acha que podíamos marcar a minha visita para amanhã? — Eu.

Amanhã, só chego a casa ao final do dia, estarei a trabalhar. — A voz.

(…) amanhã ao final do dia já não posso, e se for daqui a 30 minutos? — Às vezes o momento é já… pensei.

Eram 20.45h e estava na minha casa. Trazia um contrato de mediação imobiliária assinado. Trazia um grande desafio: como é que vou ajudar esta humilde família a arranjar um comprador que lhes compre o imóvel pelo preço que querem? Vá se lá saber porquê, trazia um espírito de missão, mais importante, de proteção. Talvez porque a Senhora estava grávida, ou pelo menos assim me pareceu!? Na verdade, não tive coragem de lhe perguntar. Nunca mais fui o mesmo desde que há uns anos, dei os parabéns a uma senhora que estava no elevador comigo. Ela muito admirada respondeu-me: “eu não estou grávida”.

A propósito, foi a “Nossa Sofia” (Assistente Administrativa da equipa), que lhe enviou a tal mensagem.

Compare as listagens

Comparar