Dia 380 Patins em linha – Parte 3

Há duas tradições de Natal que gosto de fazer com as minhas filhas. Uma delas é ir a uma loja na Baixa do Porto e comprar 20€ de frutos secos: amêndoas, nozes, avelãs, passas, figos, alperces, etc… Sempre que lá vamos, há dois desabafos da Senhora que nos atende.

Que lindas meninas, estão tão grandes, lembro-me de virem cá tão pequeninas. — O primeiro desabafo.

Não quer levar mais que 20€, olhe que já não dá para muito? — O segundo desabafo.

Os 20€ fazem parte da tradição. — Respondo eu em tom de brincadeira, mas a imaginar-me daqui a 20 anos a levar um fruto seco de cada espécie, e sem pinhões.

A segunda tradição, passa por levá-las a patinar à pista de gelo que no Natal está instalada em frente ao Teatro Rivoli, na Praça D. João IV, no Porto.

Nunca andei de patins em linha, contudo já tive duas experiências que roçavam essa prática. A primeira, quando me aventurei a acompanhá-las na mesma pista de gelo; embora agarrado às proteções que delimitam a mesma, embora ziguezagueando as pernas, não é que consegui mesmo dar uma volta à pista? A segunda, quando fui fazer sky na tal estância de Verbier para quem me viu, o veredito foi unânime, fiz do melhor sku que já se viu.

Podes não saber fazer, mas se sabes como começar a fazer, e se sabes que o queres fazer, faz.

Não sei andar de patins em linha, mas se o quisesse saber, saberia como o fazer, apenas teria que dar o primeiro passo.

Aprender a ser Consultor Imobiliário, é como aprender a andar de patins, mesmo que corras o risco de ficar com uma cicatriz, primeiro que tudo há que os colocar nos pés, depois levantares-te, de seguida encontrares o equilíbrio, depois dar às pernas. Se o fizeres com foco, sem dares conta já estás a deslizar.

Thomas Edison, um homem cheio de luz, disse isto: “A mossa maior fraqueza está em desistir. O caminho mais certo para vencer é tentar mais uma vez.”

Vêm aí dias de Sol. Estará na hora de ir buscar os meus patins?

Compare as listagens

Comparar