Dia 381 Feliz Páscoa

Existem recordações de infância que nunca se esquecem.

Recordo-me de passar o setembro inteiro de férias na praia da Apúlia, concelho de Esposende. Arrendávamos sempre a mesma casa, a lavradores que nos chamavam os banhistas. Quanto aos netos, que eram da minha idade, faziam coisas incríveis. Com canas, um plástico qualquer e um fio, montavam um papagaio que voava, voava… Um dia fizemos um concurso de soltar o porco, o Chico… quem aguentasse mais tempo em cima dele era o vencedor, claro está, o Rui subornava-o com um balde de cenouras. Já agora, a Tina comia batatas cruas.

Recordo-me de na aldeia do meu pai, percorrer a casa dos meus avós, as casas dos meus tios, as casas dos meus primos, e as casas dos meus outros tios e primos que por afinidade se transformaram na minha família. Beijava a cruz várias vezes naquele corridinho.

A todos vocês, em meu nome, do Moisés, e da Sofia, uma Feliz Páscoa.

Compare as listagens

Comparar