Dia 466 Como incentivar as pessoas para o sucesso

“No início do século XIX, um jovem de Londres aspirava a ser escritor. Mas tudo parecia estar contra ele. Nunca tinha conseguido estar na escola mais que quatro anos. O seu pai tinha sido atirado para a cadeia porque não podia pagar as dívidas, e este jovem conheceu o gosto amargo da fome. Finalmente, arranjou um emprego para colar etiquetas em garrafas de verniz, num armazém infestado de ratos, com dois outros rapazes – mendigos das barracas de Londres. Tinha tão pouca confiança na sua capacidade de escrever, que um dia escapuliu-se de noite para enviar o seu primeiro manuscrito por correio, para que ninguém troçasse dele. História após história foram recusadas. Finalmente, chegou o grande dia em que uma delas foi aprovada. É verdade que não lhe pagaram um cêntimo por ela, mas um dos editores fez-lhe um elogio. Um editor mostrou reconhecimento. Ficou tão entusiasmado que andou pelas ruas, sem rumo, com lágrimas a correr pelas faces.

O elogio, o reconhecimento, recebidos por ter conseguido editar uma história, mudaram toda a sua vida, porque se não tivesse tido este incentivo, poderia ter passado a vida inteira a trabalhar em fábricas infestadas de ratos. Talvez tenha ouvido falar deste rapaz. O seu nome era Charles Dickens.”

Extraído do livro Como fazer amigos e influenciar pessoas, Dale Carnegie (edição lua de papel, página 244)

Compare as listagens

Comparar