Dia 499 Dois de Ouro

Ontem estava a jogar às cartas com as minhas filhas. A mais nova ainda não sabe muito bem o que são naipes… está a aprender digamos assim.

Na sua inocência de menina, sem dar conta, sobrevaloriza o que tem, em consequência disso, eleva a sua expressão a um sorriso permanente.

Para mim e para quem percebe de cartas, um duque de ouros é um duque de ouros, mas para ela é de diamantes.

Seguindo o dicionário, um dos significados da palavra privilégio, consiste em: bem ou coisa a que poucos têm acesso.

Tenho um orgulho tremendo na minha equipa.

Estou de férias e não desligando a 100% (um dia serei capaz… a 99%), sinto que a Sofia e o Moisés estão a dar conta do recado.

A Sofia, focada em conseguir “o brilharete” de marcar reuniões de pré-angariação para que, assim que volte ao trabalho, eu as realize; o Moisés, a querer muito fechar um negócio.

A ver vamos… mesmo que não o consigam, a postura é essa.

Sou um privilegiado de todo o tamanho.

Compare as listagens

Comparar