10 dicas para fazer obras em casa mais baratas

 

As mulheres adoram fazer alterações em casa (pintar paredes, mudar móveis de lugar, comprar uma coisinha aqui, outra ali para enfeitar os móveis) e os homens adoram pegar nas ferramentas e pregar pregos na parede (e sentirem-se assim uns verdadeiros artistas).

No entanto muitas vezes, embora a vontade de inovar seja enorme, a preocupação com o dinheiro que vai ser gasto nestes pequenos arranjos, faz com que muitas famílias optem por não fazer grandes obras em casa.

De forma a alterar esta questão, resolvemos dar-lhe 10 dicas para fazer obras em casa mais baratas.

Vai ver que se as colocar em prática, vai sentir-se como se fosse uma decoradora profissional ou um verdadeiro mestre-de-obras.

 

Como fazer obras em casa mais baratas

Fazer obras em casa é, quase sempre, sinónimo de grandes dores de cabeça. Já para não falar na quantidade de dinheiro que se gasta para fazer pequenos arranjos e alterações.

Assim sendo, temos boas dicas para o ajudar nesta empreitada e que vão fazer com que queira deitar já mãos há obra!

 

1- Definir o plano de obras

Algo que é típico do português é “bem já que vou ter de fazer isto, aproveito e faço também aquilo e assim despacho tudo de uma vez”.

Isto pode ser um bom plano quando não faz escalar o orçamento disponível em valores exorbitantes (que vão fazer com que desista de tudo e não faça nada).

Assim sendo, antes de fazer o que quer que seja, defina efetivamente o que é que realmente necessita de melhorar, para poder proceder a um orçamento mais realista, pois se quer fazer obras em casa mais baratas vai mesmo ter de ser contido.

 

2 – Definir orçamento

É certo e sabido que realizar obras em casa é sinal de gastar dinheiro. Assim sendo, de forma a organizar-se antes de começar a solicitar orçamentos (sim, porque existem coisas que não irá conseguir fazer mesmo que seja bastante desenrascado).

Assim, tendo um orçamento disponível vai poder analisar melhor quais as propostas que tem de enviar e no final optar por aquela que seja a mais atrativa monetariamente.

 

3 – Ver o que é que consegue fazer

Muitas vezes temos amigos que levam imenso jeito para lixar móveis, pintar paredes, fazer peças em artesanato bastante bonitas, pintar quadros, enfim… uma panóplia de coisas.

O mais importante destes amigos é que eles o podem ajudar a baixo custo (muitas vezes basta que ofereça o almoço e uma grade de minis e eles estão entretidos durante toda a tarde a trabalhar).

Uma vez que os amigos são para as ocasiões, peça simpaticamente a ajuda deles para transportar móveis, pintar paredes ou ajudá-lo a montar aquele móvel que vem com livro de instruções e você nem sabe para que lado se há-de virar (em muitos casos é pior que um puzzle de 1000 peças).

Vai ver que só aqui vai poupar um bom dinheiro, conseguindo desta forma fazer as obras em casa mais baratas.

 

4 – Peça orçamentos

Se vai ter de partir ou construir uma parede, mudar algum cano da cozinha ou trocar a banheira por um poliban, não existem amigos que lhe valham.

Nestes casos (e em tantos outros do mesmo género), o melhor é mesmo consultar um especialista e pedir-lhe que lhe faça um orçamento o mais detalhado possível.

O nosso conselho é que consulte pelo menos 3 especialistas diferentes, para poder ter algumas alternativas e poder optar pelo orçamento que for mais baixo (sem comprometer obviamente a qualidade do serviço).

 

5 – Orçamentos online

Muitas empresas já têm atualmente a possibilidade de ser solicitado um orçamento online, através do próprio site, assim embora isso não ajude muito às obras em casa mais baratas, ajudam-nos a poupar tempo (e como toda a gente diz “tempo é dinheiro”).

Desta forma, também não tem de gastar gasolina e ficar à espera que lhe dêem um feedback, sendo bastante mais simples.

 

6 – Tente negociar

Depois de ter os orçamentos na mão, nada melhor do que analisa-los bem e tentar negociar com o fornecedor os valores indicados, pois só assim vai conseguir fazer obras baratas em casa (e além de tudo tendo em conta a conjuntura económica é provável que as empresas não se importem de baixar um bocadinho o valor de forma a ganharem o trabalho).

Não tenha vergonha, pois é o seu dinheiro que está em jogo.

 

7 – Imprevistos acontecem

É comum que possam acontecer alguns pequenos imprevistos orçamentais, assim sendo, quando fizer o orçamento tenha em conta que efetivamente é melhor contar com mais algum dinheiro do que aquele que quer efetivamente gastar.

Se já tiver preparado para isso, vai ser uma desilusão a menos quando um dos trabalhadores lhe disser que afinal é capaz de ser um bocadinho mais caro do que aquilo que ele lhe disse inicialmente.

 

8 – Disponibilidade total

Se vai fazer obras em casa, prepara-se para tirar pelo menos uma semana de férias para poder estar sempre em cima do acontecimento. É importante que tenha o máximo de disponibilidade para ajudar (e supervisionar) quem está a realizar os trabalhos.

Se quer uma coisa bem-feita, tem de estar sempre de olho no que está a ser feito, para evitar que no final o trabalho não fique de acordo com aquilo que idealizou.

 

9 – Casa desocupada

Quando se realiza obras em casa, é importante que o espaço esteja desocupado, no entanto nem sempre é possível isso acontecer. Assim sendo, o mais importante é deixar sempre janelas e portas abertas de forma a evitar qualquer tipo de intoxicação.

Neste caso é também importante que se tiver de ficar por casa, vá fazendo as remodelações uma área de cada vez.

 

10 – Peça referências

Se vai colocar um perfeito desconhecido dentro da sua casa, é importante que antes disso lhe peça algumas referências de obras e arranjos que já tenha realizado.

Nos dias que correm todo o cuidado é pouco, e existe sempre algum risco ao abrir as portas da sua casa para alguém que não conhece. Assim sendo, para evitar surpresas desagradáveis, faça uma pesquisa antes de assinar o contrato de prestação de obras.

 

Fonte: NValores.pt

Compare as listagens

Comparar